terça-feira, 16 de março de 2010

Link - Carta para alguém

Um ótimo texto que acabo de ler no SEM GIZ da Cláudia Novais - que ainda não teve o desprazer de me conhecer - me fez refletir um pouco.

"Pensei em casamento a vida inteira, todo dia procurando amorzinho nos ônibus lotados, nas ruas vazias. Mas amor não surge em dias de coração aberto, não esbarra na esquina da gratidão não."

Claudinha - se me permite - outro dia ia quebrando uma esquina dessas e não é que aconteceu? Teimo em não me desiludir ou em viver iludido como preferir.
 
O amor não passa, ele é soterrado por outro mais intenso, forte e juvenil. E esse pode vir de ônibus e te atropelar em qualquer esquina ou até no meio do quarteirão.
 
"Olha, eu só queria dizer que eu tentei." 
 
Olha, eu só queria te dizer que eu nunca vou parar de tentar - só quando der certo.

2 comentários:

OBSERVATEUR disse...

Meu nobre..ainda bem que "sartei fora antes desse embate", (confusão no fim da apresentação do FREEDOM)

- cau disse...

no fundo no fundo no fundo, eu não deixei de acreditar.
só que não adianta procurar, amor surge esbarrando em você é nas esquinas menos prováveis.

e obrigada pelo post, pelo comentário.