quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

Keaton



2 comentários:

Luís Diniz disse...

Grande Buster!

Natal Marques disse...

É aquela de que a platéia é quem expressa e a feição do Buster não muda, não abre nem para um trem - literalmente.